Estruturas provisórias (indícios, anotações e materiais) — 2019

(preparação do projecto)

 

Estruturas provisórias

(indícios, anotações e materiais)

2019. Instalação com impressões em papel couché matte (2x 155×100 cm; 155×70 cm; e 155×150), quadro negro com desenhos a giz (90×200 cm), objectos e escombros.

Projecto para “Ilhéstico”, Porta 33, comissariado por Miguel Von Hafe Perez (https://www.porta33.com/exposicoes/content_exposicoes/Ilhestico/ilhestico_entrada.html)

 

 LEITURAS EM ESCOMBROS

Este trabalho parte da noção genérica de provisoriedade. Trata-se de uma intervenção numa sala que serve de biblioteca no CoWork Funchal, antigo Colégio Externato Lisbonense.

O projecto apresenta-se como um corpo de indícios, uma espécie de crazy wall detectivesca, um sistema relacional e diagramático, necessariamente incompleto, que prescreve hipóteses e leituras cruzadas sobre alguns aspectos de diferentes realidades, fantasmagorias da história universal e da história natural, descodificações suspensas, oscilantes, e observações nas margens da página. Fragmentos “em construção”, destroços para uma fenomenologia processual a partir de elementos disruptivos integrados em estruturas frágeis, instáveis, desenhadas e sustentadas por intervalos de pensamento.

 

A sua instalação era para estar exposta no Museu de História Natural, acabou por ser apresentada no Cowork Funchal, mas Vítor diz “nada disto está concluído” e considera que as peças foram incorporando esta mudança de espaço expositivo. A sua obra é conceptual e estabelece relações epistemológicas com os objetos que existem na Biblioteca do Cowork, que não ficou incólume, pois Vítor manuseou os livros de forma a incluírem referências em comum com os seus trabalhos. Há estudos apresentados em igual circunstância que as obras finais, incluindo assim na exposição o método processual, que com as suas referências a Joseph Beuys ou a Jacques Lacan, torna essencial no processo de apreensão das obras.

(Bárbara Valentina in “lhéstico, 30 anos de Porta 33 | Parte II”, revista Umbigo, 29 Outubro de 2019)

 


Vistas da sala:

 

 

 

   

  

(fotografias de Catarina Pestana) 

 

Na Porta 33:

Índice de provisoriedade (diagrama para B)

2019. Instalação com duas impressões e escombros.

Leave a Comment

Back to Top